Mulher de Verdade: SO1XE07: Sedução

MULHER DE VERDADE S01XE07 SEDUÇÃO




MULHER DE VERDADE – EPISÓDIO 07


SEDUÇÃO”


Escrito por:

BRIAN TAVARES


Personagens deste capítulo:

Kiara (Isis Valverde)
Téo (Bruno Ferrari)
Delegada Marina (Alinne Moraes)

Inspetor Arthur (Igor Rickli)






Cena 01 – Apartamento de Kiara

Kiara lê atentamente uma matéria policial em seu tablet, ela desliga a tela e se levanta do sofá, colocando o tablet em uma mesa que ficava atrás do sofá. Kiara pega sua bolsa e abre a porta de seu apartamento, vê o seu vizinho, Téo, que abre a porta ao mesmo tempo.
Kiara – Bom dia! Você deve ser o Téo! Sou a sua mais nova vizinha de porta!
Téo – Sou o Téo sim! E você a Kiara, não?!
Kiara – Sim! Vai descer?
Téo sinaliza que sim com a cabeça, os dois entram juntos no elevador.
No elevador, Téo tenta puxar algum assunto.
Téo – Estou indo para o restaurante, sempre estudo lá pela manhã!
Kiara disfarça o rosto surpreso e responde:
Kiara – Que coincidência! Eu estou indo pra lá agora!
Téo – A gente pode tomar café juntos, não tenho tantas matérias assim pra revisar!

Cena 02 – Restaurante do prédio

Téo – Estou me preparando para fazer o OAB, consegui um estagio em uma delegacia.
Kiara – Minha faculdade de direita foi o maior pesadelo da minha vida! Você fala como se fosse tudo muito simples!
Téo – Sim (risos), eu sempre tive uma facilidade muito grande em estudar!
Os dois sorriem.

Cena 03 – Delegacia de investigações gerais

Marina – Nós temos um novo caso! Provavelmente será o mais sério em que você irá trabalhar aqui!
Téo – ótimo, sobre o que é?
Marina – Estamos procurando pistas de uma serial killer, ela está a solta aqui em São Paulo, já fomos informados de três crimes!
Téo – Como vocês sabem que os crimes estão vindo diretamente da mesma pessoa?
Marina entrega fotos para Téo.
Marina – Ela deixa sua marca em todos os crimes, corta a cabeça das vítimas, e deixa no freezer da casa das próprias vítimas!
Téo – Vocês encontraram alguma coisa mais aprofundada sobre isso tudo?
Marina – Sim! Uma lista.
A delegada entrega uma lista nas mãos de Téo.
Marina – Os crimes são cometidos em um intervalo de três semanas! Contando as duas semanas da descoberta do ultimo crime, temos uma semana para impedir que ela faça uma nova vítima!

Cena 04 – Apartamento de Téo

Téo conta sobre a investigação para Kiara.
Kiara | Conversaram com pessoas próximas das vítimas para saber algo dessa assassina?
Téo | Sim, conversamos com várias pessoas que moravam por perto, parentes… Mas as informações mais relevantes que descobrimos foi que ela aparentava ter uns 25 anos, altura normal, acima de qualquer suspeita!
Téo enche a taça de Kiara com vinho, ele brindam e continuam a conversar. Depois de algumas horas Kiara decide ir embora.
Téo | Sério?
Kiara | Sim, amanhã tenho que procurar um espaço para montar o meu escritório de advogacia aqui em São Pulo!
Téo | Tudo bem, eu te levo até a porta!
Téo e Kiara vão até a porta, antes que ela saia, ela a puxa e os dois se beijam, Kiara joga um olhar sedutor para Téo, e vai embora sem dizer uma palavra.

Cena 05 – Apartamento de Kiara

Kiara vai até a mesa, pega uma faca, ela corta uma maça no meio, leva a faca até o freezer e a coloca lá dentro.
Kiara | Falta pouco…

Cena 06 | Delegacia de investigações gerais

Arthur | Delegada?
Marina | O que houve?
Arthur | Recebemos uma denúncia anônima!
Marina | Sobre o quê?
Arthur | É em relação a serial Killer! Uma pessoa ligou dizendo ser essa assassina! Deu o endereço de uma construção abandonada!
Marina | O Téo já chegou?
Arthur | Ainda não!
Marina | Então vamos nós dois pra lá!
Arthur | Ok!

Cena 07 – Construção abandonada

Duas viaturas para no lado de fora da construção, Marina e Arthur entram no local, tudo é muito escuro e silencioso, os dois analisam todo o local, que está vazio.
Marina e Arthur saem do local.
Marina | Alarme falso gente! Vamos voltar pra delegacia!
Marina se coloca a frente da porta da viatura, quando uma das viaturas explode, Marina, Arthur e os policiais são arremessados no chão.

Cena 08 – Delegacia

Marina conversa com policias em uma sala fechada da delegacia.
Marina | Um atentado! Agora todos vocês terão que se voltar para descobrir quem plantou aquela bomba em uma das nossas viaturas!
Arthur | Você acha que esse atentado tem relação com a nossa investigação sobre a serial killer?
Marina | Tenho plena certeza disso!
Téo | Vocês acharam alguma imagem nas câmeras do estacionamento da delegacia?
Marina | Alguns inspetores já conferiram, nada foi encontrado!
Téo | Muito estranho!
Marina | Sim, por isso vou começar a comandar as investigações em relação a isso! O atentado será tratado como arquitetado pela serial killer!

Cena 09 – Apartamento de Téo

Kiara convida Téo para passar um final de semana na casa na praia dela.
Téo | Acho ótimo! As investigações serão interrompidas nesse final de semana!
Kiara | Vocês descobriram mais alguma coisa sobre a serial killer?
Téo | Quase nada, mas eu estou desconfiando de uma coisa…
Kiara | Do quê?
Téo | Não acho que essa serial killer esteja tão longe das investigações assim!
Kiara | Como assim?
Téo | Essa serial killer deve conhecer algum policial, ter acesso de alguma maneira as investigações!
Kiara (com uma fala enrolada e gritada)| Não, não acho isso!
Téo | Eu tenho quase certeza! Vou levar isso até a Delegada…
Kiara se mostra acuada.
Kiara | Eu acho que você deveria investigar melhor!
Téo | Sim, pensei muito no que estou te falando!
Kiara se sente desconfortável.
Téo | Você tá bem?
Kiara | Não é nada!
Kiara fica com a vista duplicada, ela decide ir embora.
Téo | Tudo bem, eu te levo até a porta!
Kiara e Téo vão até a porta, eles se beijam e ela vai embora.
Téo fecha a porta e olha para a taça em que Kiara tomava vinho.

Cena 10 – Restaurante do prédio

Kiara janta com uma amiga, Débora.
Débora | Você nunca se arriscou tanto! É inútil tudo isso, parte pra outra!
Kiara | Não posso! Eu sinto um prazer imenso em fazer tudo isso, é arriscado, mas tão bom!
Débora | Qual vai ser o seu próximo passo?
Kiara | A minha intenção é acabar com tudo isso na noite em que vamos passar na minha casa na praia…

Cena 11 – Delegacia

Téo | Eu acredito que já temos esse caso ganho!
Marina | Como assim?
Téo | Eu sinto que o próximo passo dessa serial killer vai derrubar ela!
Marina | Você descobriu algo?
Téo | Não, não!
Marina | Nossas investigações estão sendo inúteis até aqui! Precisamos descobrir algo! 
Téo | Vamos descobrir! Agora é questão de tempo! 

Cena 12 - Recepção do prédio
Kiara | Vamos? 
Téo | Sim, vai ser o melhor fim de semana das nossas vidas! (Risos)
Kiara e Téo partem para a casa na praia de Kiara. Os dois chegam e se acomodam tranquilamente.


Cena 13 - Casa na praia



Kiara está na cozinha, com uma faca na mão, ela pega uma grande peça de carne e começa a cortar. 

Téo começa a conversar com Kiara, com um olhar desafiador e um tom de voz insinuador.
Téo | O que mais me deixa intrigado é como essa assassina mata suas vítimas, sabe? Todos foram asfixiados, mas como ela fez isso, até o que sabemos ela não tem tanta força física assim! 
Kiara responde com firmeza | Você ainda vai desvendar todo esse caso! Mas eu acho que você faz tantas suposições, não vai adiantar, pelo menos nesse caso não! 
Téo | Sim, preciso de provas mais concretas, mas esse caso está mais fácil de desvendar do que imaginamos! 
Kiara responde diretamente, quase atacando Téo com suas palavras | Você não é mais esperto do que imagina! Tem muito o que aprender, tem certeza de todas suas suposições? 
Téo com firmeza | Tenho plena certeza de minhas suposições! 
Kiara com um tom sedutor | Quer saber como eu matei ele?  
Téo | Eu não vim até aqui atoa, minha intenção é realmente desvendar esse caso. 
Kiara abre a primeira gaveta de um armário da cozinha, pega uma arma e arma ponta para Téo. 
Kiara | Vou te contar como eu matei ele! Com certeza a sua última descoberta investigativa! 
Téo | Você perdeu, Kiara! Não tem mais nada a fazer! 


Cena 14 - Estacionamento da casa na praia



Marina escuta tudo o que Téo e Kiara falam, ele está com uma escuta, Marina cordena a invasão da polícia. 

Marina | Podem subir, com cuidado! 
Marina vai até uma escada que liga o estacionamento a casa, ela sobe as escadas com a arma em punho e preparada para qualquer reação. 
Marina | Acabou, acabou! 
Marina atira contra Kiara, que revida. Téo pega uma arma que estava escondida com ele, se coloca por trás de Kiara. 
Marina | É melhor você não tentar nada! 
Kiara acerta um golpe em Marina, Téo atira contra a assassina, mas ela conseguerra desviar e desse para o estacionamento, entra em seu carro e inicia uma fuga. 


Cena 15 - Estacionamento da casa na praia



Arthur, que estava em uma das viaturas, inicia uma perseguição a Kiara. Marina e Téo entram em outra viatura e seguem os dois carros. 

Em uma estrada deserta a perseguição continua, Arthur atira contra o carro de Kiara, o tiro acerta uma das rodas traseiras do carro, que roda várias vezes e bate com a parte traseira. As viaturas cercam o carro da assassina. Marina sai da viatura e aponta a arma para Kiara,  que está dentro do carro. 
Marina | Acabou! 




FIM DO EPISÓDIO








Em abril, a nova novela das 19h do Web Mundi, Surreal!



Nenhum comentário:

Postar um comentário