Temporada de Inverno ❄️⛄️

Surreal | Penúltimo Capítulo - Orlando perde a empresa para Lia




Surreal | Vigésimo Quarto Capítulo 
Penúltimo Capítulo

Autor: Brian Tavares

Elenco deste Capítulo:

Isis Valverde como Lia Trindade
Antonio Calloni como Orlando Junqueira
Rômulo Estrela como Yslim Junqueira
Marco Pigossi como Lucas Salles
Bruno Garcia como Delegado Afonso
Maria Joana como Margot

--

Continuação imediata do capítulo anterior: 

Cena 01: Mansão dos Junqueira (INT – DIA)
Orlando autoriza que a entrevista de acordo entre ele e Lia seja feita e publicada por Margot. Sequências da entrevista. 

Corte para: 

Cena 02: Sala da mansão  (INT – DIA)
Orlando está sentado em um sofá e Lia em outro, os dois estão frente a frente. Plano sobre os dois. 
Orlando – Foi ótimo esse acordo, Lia! Essa entrevista vai ser a nossa salvação.
Lia – (Cínica) Com certeza! 
Foco nos dois.

Corte para: 

UMA SEMANA DEPOIS

Cena 03: Mansão de Lia – Escritório (INT – DIA)
O advogado de Lia, Haroldo, fala sobre o processo que Lia vai entrar contra Orlando.
Haroldo – Já preparei todo o necessário para o processo, temos provas em documentos, imagens e no seu depoimento! Vou propor o acordo para Orlando e espero que seja o aceitou
Lia – Ele vai aceitar esse acordo, um processo longo e arrastado só vai prolongar o desespero do Orlando, ele não vai querer isso! 
Haroldo – Tudo bem, te atualizo das informações! 
Close em Lia.

Corte para: 

Cena 04: Proximidades de uma construção abandonada  (EXT – DIA)
Lucas observa a movimentação na construção, ele pega o celular e liga para Lia. 
Lia – Lucas? Encontrou alguma coisa?
Lucas – Sim, Lia. Já sei onde podem estar todas as provas que o Orlando tem contra você! 
Lia – Me fala onde é?!
Lucas – É em uma construção abandonada, com certeza é vigiada vinte quatro horas por dia! Mas nós vamos conseguir essas provas!
Close em Lucas.

Corte para: 

Cena 05: Mansão dos Junqueira  (INT – DIA)
Orlando e Cássio, que também é seu advogado, estão esperando pelo advogado de Lia, sem entenderem do que se trata. O advogado chega e todos eles iniciam uma conversa no escritório de Orlando.
Orlando – (Nervoso) Um processo contra mim? Você só pode estar maluco! Eu e Lia fizemos um acordo, eu depus a favor dela no caso do assassinato da Marjore, apresentei provas concretas pra polícia,  em troca disso ela desistiria dos processos e acusações contra mim!
Cássio – Se acalma, Orlando!
Haroldo – Minha cliente não desistiu de nada, conversamos hoje mesmo! Ela quer um processo contra você, pelo golpe e assassinato do pai dela, tudo pra conseguir a empresa que hoje é sua. 
Orlando dá um murro na sua escrivaninha. 
Orlando – (Grito) Ela me enganou! 
Cássio – Orlando, você não devia ter confiado nela! 
Orlando – Baixa! Essa mulher é baixa! 
Haroldo – O que me importa agora é o processo, vim propor um acordo para Orlando! 
Orlando – Não vou fazer acordo nenhum!
Cássio – O caso é sério, Orlando, melhor ouvirmos a proposta do advogado! 
Orlando e Cássio ouvem a proposta de Haroldo, Orlando tem uma reação espantada, mas Cássio reage com cautela. 
Cássio – Posso conversar um pouco com o meu cliente?
Haroldo – Sim, peço que sejam rápidos!  
Haroldo sai da sala. 
Cássio – Orlando, nós vamos ter que aceitar essa proposta!
Orlando – Como aceitar? Eu quero levar isso pra justiça, eu não aceito perder minha empresa pra Lia!
Cássio – Orlando, com esse acordo você perde a empresa e a maioria dos seus bens, mas vai continuar com pelo menos um apartamento e estabilidade financeira por cerca de dois anos!
Orlando – Estabilidade na pobreza! Eu vou perder tudo pra ser preciso! 
Cássio – Se você levar ela pra justiça vai sair sem nada, qualquer advogado vai entender isso! 
Orlando para um segundo, discursa sua realidade para si mesmo, está devastado. 
Orlando – (Voz baixa) E as provas que eu tenho contra ela, as provas de que ela invadiu a minha mansão?!
Cássio – Isso não vai causar impacto algum nesse caso, talvez depois disso tudo, você pode usar isso para abalar a carreira dela! 
Orlando – Desgraçada, quer acabar com a minha vida! 
Cássio – Aceite o acordo!
Orlando depois de alguns segundos, responde completamente chocado com a situação.
Orlando – Tudo bem...
Cássio se levanta e vai até a sala, volta para o escritório com Haroldo.
Cássio – Ele aceitou o acordo! Proponho o prazo de um mês para entregarmos a empresa e os bens de Orlando.
Haroldo – Ótimo! É o melhor a se fazer nessa situação!
Close em Orlando, devastado. 

Corte para: 

Cena 06: Mansão de Lia  (INT – DIA)
Lia comemora sua vitória contra Orlando, ela estoura um champanhe, após beber um pouco levanta a taça pra cima e celebra.
Lia – Eu venci!

Corte para: 

Cena 07: Mansão dos Junqueira  (INT – DIA)
Yslim e Orlando conversam no escritório.
Yslim – Eu já sei de tudo, pai. Já sei que você mandou matar o pai da Lia e falsificou inúmeros documentos para tirar a empresa dele!
Orlando – Veio ver a minha derrota? Ver o que essa mulher conseguiu?
Yslim – Eu também estou chocado! Com os dois, com você e com a Lia, ela por ter se casado comigo pra conseguir levar adiante os planos dela, e você por ter feito tudo o que fez com ela! Pai, eu vou me separar da Lia. Vou esperar que tudo isso se passe e em seguida pedir divórcio. Mas só me separa depois do seu julgamento, acho que isso redime a minha participação nisso tudo!
Orlando – Faz o que quiser, meu filho! Ela já destruiu tudo!
Yslim – Não,  pai. Você destruiu tudo! Ela só jogou suas atitudes contra você. 
Yslim se vira e sai do escritório.

Corte para: 

DIA SEGUINTE 

Cena 08: Mansão dos Junqueira  (INT – DIA)
Lia chega à mansão e encontra Yslim. 
Lia – Bom dia, Yslim!
Yslim – Bom dia, Lia! Não avisei meu pai que você viria falar com ele, mas ele está no escritório, você pode ir lá! 
Lia – Obrigada, Yslim. Apesar de tudo o que aconteceu,  ao foi pra te fazer mal que eu fiz tudo isso! 
Yslim – Eu ainda não te entendo perfeitamente, mas não vou tentar tirar justificações suas! O meu pai merece as consequências dos próprio atos!
Close em Lia. 

Corte para: 

Cena 09: Escritório de Orlando  (INT – DIA)
Lia entra no escritório de Orlando e surpreendente ele.
Orlando – O que você tá fazendo aqui? Eu não quero mais ver essa sua cara podre! 
Lia – Sossega, Orlando! Daqui a pouco essa casa, e não só ela, será minha! 
Orlando – Mas ainda não é, e eu quero entender o que você quer aqui!
Lia – Eu quero apenas olhar pra você! Olhar pra você depois de cumprir o que eu prometi a mim mesma, tirar tudo de você!
Orlando – Eu ainda não me rendi, Lia. Eu tenho certeza que vou reerguer um novo império, aí sim, eu acabo com você!
Lia – Nossa, vai se esforçar pra isso então? Me impressionei, Orlando, porque tudo o que você tem, ou não tem mais, veio do meu pai! 
Orlando – Você insiste nisso, mas esquece que eu ainda tenho um trunfo em relação a você!
Lia – Suas provas de que eu arquitetei uma invasão aqui? Tenta de novo, Orlando, tenta mais forte porque com isso você não consegue nada! 
Orlando – Sai da minha casa! Eu não quero você aqui mais! Sai daqui! 
Lia – Agora eu vou sim, já olhei pra você, era apenas isso o que eu queria, ver sua derrota! 
Orlando – Vamos ver por quanto tempo! 
Lia – O tempo que for, eu venci. 
Lia se vira e deixa Orlando assolado pra trás. 

Corte para:

UM MÊS DEPOIS 

Cena 10: Mansão de Lia  (INT – DIA)
Lia recebe a notícia de que a empresa Surreal já foi transferida para seu nome.
Lia – Eu quase não acredito, a empresa que meu pai ergueu, de volta pra quem realmente merece tudo isso!
Haroldo – Parabéns, Lia! Você merece todo esse prestígio! 
Lia – Os jornais de todo mundo já divulgaram isso tudo, todo mundo já sabe que Orlando Junqueira tem cerca de uma semana pra entregar a mansão e os bens, que por anos foram mérito dele. 
Haroldo – Já negociei os bens de Orlando, inclusive a mansão, serão entregues sim na próxima semana! Você, mais que ninguém, merece tudo isso! 
Lia – Só falta eu conseguir de volta às provas que Orlando tem contra mim!
Haroldo – São provas inúteis agora!
Lia – Mesmo assim, já planejei tudo com o policial Lucas, hoje mesmo teremos tudo em mãos, nada mais vindo do Orlando me ameaça!
Close em Lia muito feliz.

Corte para:

ANOITECE 

Cena 11: Proximidades de uma construção abandonada  (EXT – NOITE)
Lia e Lucas estão em um carro observando a movimentação, estão os dois armados e preparados para entrar no local.  
Lia – Podemos entrar?
Lucas – Sim! Vamos!
Lia e Lucas saem do carro, eles se aproximam e entram na construção, atentos e com a arma em punho. 
Eles encontram uma escada e Lucas sobe na frente de Lia. Eles chegam a cobertura do prédio.
Lucas – Vamos procurar aqui!
Lia e Lucas reviram tudo o que encontram, andam por todo o local até Lia encontrar tanques de água, ela observa que embaixo deles estão duas caixas de ferro, ela tenta abrir e não consegue. Lucas atira nos dois e consegue abrir, lá está tudo o que Orlando tinha contra Lia.
Lia – Consegui! 
Lucas colocas as provas em uma mochila, ele e Lia estão indo embora quando dois capangas de Orlando disparam vários tiros contra os dois. Todos trocam tiros e Lucas é hábil em fugir com Lia, que também tem uma arma em mãos e atira várias vezes contra os bandidos. Lucas entra em um elevador de construção e Lia o segue, os dois conseguem sair do local. Ao chegar no térreo, Lucas atira contra a corda que sustenta o elevador, deixa os capangas presos na cobertura da construção abandonada e fogem.

Corte para: 

Cena 12: Mansão de Lia  (INT – NOITE)
Lia entra na mansão e Margot se aproxima.
Margot – Lia, o Yslim ligou agora, disse que o pai vai sair da mansão agora!
Lia – Sério? Vou pra lá agora também, não vou perder ele saindo de lá com todas as malinhas! 
Margot – Lia, espera, o Yslim também disse que ele está furioso, já sabe que roubaram as provas que ele tinha contra você!  
Lia – Melhor assim! 

Corte para: 

Cena 13: Delegacia de investigações  (INT – NOITE)
Lucas e Afonso conversam na sala de Afonso.
Lucas – Você descobriu alguma coisa? Vim correndo pra cá quando recebi sua ligação!
Afonso – Lucas, eu acabei de receber provas de quem matou Marjore! 
Lucas – Como assim?
Afonso – Chegamos ao assassino! 
Lucas – E quem é?
Afonso entrega um papel para Lucas.
Afonso – Esse é o mandado de prisão, vamos prender essa pessoa agora!
Lucas observa a folha e descobre o assassino o de Marjore. 

Corte para: 

Cena 14: Entrada da Mansão dos Junqueira  (EXT – NOITE)
Plano aéreo. O carro de Lia entra na mansão.

Corte para: 

Cena 15: Mansão dos Junqueira  (INT – NOITE)
Lia entra na mansão,  os móveis todos estão cobertos com panos. Lia se aproxima do centro da sala e Orlando vê ela, ele se aproxima.
Lia – Finalmente, o grande dia!
Orlando – Quem te falou...
Lia – (interrompendo) Isso não importa, mas chegamos ao clímax, não é? 
Orlando – Chega, Lia. Você já fez tudo o que pode! 
Lia – Não fiz não, ainda falta uma coisa!
Orlando está seguro.
Orlando – Falta, é? Então me diz, o quê? 

Corte para: 

Cena 16: Entrada da Delegacia  (EXT – NOITE)
Suspense, correria, sirenes, luzes. Lucas comanda policiais para uma operação emergencial, a prisão do assassino de Marjore. Lucas entra em sua viatura.
Lucas – É agora! 

Corte para: 

Cena 17: Mansão dos Junqueira  (INT – NOITE)
Orlando – Lia, eu pensei em tudo o que você fez, em tudo o que eu estou passando, já vi que não tenho saída!
Lia – Tem sim, Orlando, e é logo ali! Eu só vim aqui pra te ver sair da minha casa! 
Orlando – Acha que ganhou, não é? Canta a vitória! Canta porque vai ser a última vez! 
Close lento e profundo em Lia, muito suspense. 

Corte rápido para: 

Cena 18: Entrada da Mansão dos Junqueira  (EXT – NOITE)
Vários carros de polícia chegando a mansão. Muito clima, sirenes, freadas bruscas ao chegar, muitos policiais saltando apressados dos carros, clima de grande operação policial. Lucas salta do carro dando comandas. Plano aéreo. 
Corta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário