Sede de Vingança:Capítulo 8





Sede de Vingança

Capítulo 8




Parte 1




CENAS DO CAPÍTULO ANTERIOR




Joana:Ae,demorou.(aceitando a chamada)




Débora:Boa Noite Vadia.Estou aqui nesse lindo computador pra te dar as boas vindas,seja bem vinda a minha vida cara de queijo mofado,rata de esgoto,você não sabe como é ver a cara de uma velha escrota e arrogante de volta.(risada)




Clara:E ai bruxa,tá preparada pra ser tombada?Se prepara seu dia tá chegando,aquele dia eu estava lá em baixo e hoje eu tô em cima de você.




Márcia:Oi linda amiga,estou aqui para demonstrá-la meu amor por você,sua velha de asilo,a coitada precisa fazer algumas cirurgias plásticas,pois a velhice está chegando,e ninguém merece uma velha chata,maldosa e irritante como você.




As três começam rir e a chamada se encerra.




(Voz do Google)Chamada encerrada!




Joana:(surtando) O que?não,não é possível.NÃOOOO!(gritando)




FIQUE AGORA COM O CAPÍTULO DE HOJE




CENA 1-Agência Pornô.INT




Joana fica revoltada e chama Leão,Max na sua sala.




Joana:Não é possível uma coisa dessa,que ódio,mais elas vão me pagar muito caro,principalmente a loira azeda da Débora.




Joana pega o telefone e liga para seus cúmplices.




Joana:Leão,chame os dois aqui agora,tem uma coisa urgente que preciso falar com vocês.




Leão:Nossa...tudo bem,vou ligar para eles.Que hora você quer nós encontrar?




Joana:As 7 horas no restaurante ponto chique.




Leão:Ok,beijos.




Joana:Aguardo vocês e eles.




Joana desliga o telefone e fica nervosa pensando.




CENA 2-Casa de Clara.INT




Clara faz chamada de vídeo na casa dela com as meninas.Elas riem da cara de Joana.




Clara:Oi meninas.




Débora:Oi babys!




Márcia:Oi gatas.




Débora:Gente,maia não é que a ratazana ficou com uma cara de bunda,(risada) quando a gente fez a chamada.A coitada da velha enrugada quase infartou.(risada)




Márcia:(risada) Foi muito engraçado,eu quase morri de tanto rir,melhor cena,é pra essa vaca aprender que com a gente ninguém mexe.




Clara:(risada)Ai gente,foi muito engraçado mesmo.A cara da velha,quando descobriu que estamos livres,mais agora temos que partir para a vingança se não ela vai querer colocar a gente novamente na cadeia.




Márcia:É verdade.




Débora:Relaxe meninas,já tenho tudo bolado na minha cabeça,cada uma de nós vai se vingar de um deles.




Débora:Tipo,vocês duas cuidam do Nilsson,do Max e do Leão e deixa a vagabunda comigo.




Clara bate palma.




Clara:(risada)Bravo!




Márcia:Adorei,eles vão ver agora o que é bom pra tosse.




Clara:Mas Débora,se você precisar da gente pode contar tá,eu e a Márcia já tínhamos conversado sobre isso,você que merece vingar dela,ela te fez muito mal,muito mal pra nós três,mais você foi muito exposta para o Brasil,pode contar com a gente com o que precisar.




Débora:Ai meninas muito obrigada pela força,eu vou precisar sim,essa vingança não é só minha,é de nós três.




Clara:Isso.




CENA 3-Bairro Alvorada.Noite.INT

Joana anda pela rua e encontra com Débora.




Joana:Aff calor infernal,que brasilzinho quente do caramba e olha que quando agente anda na rua só depara com assombração fedido e ainda por cima com cheiro de trabalhador decente.




Débora:Oi dona Joana,boa noite.




Joana vira e fica séria.




Débora:É um prazer ver a senhora novamente.Nossa,(risada) quando eu fui presa a senhora não tinha tão pé de galinha assim,a senhora tá ficando muito velhinha,seus amiguinhos comparsas tem que levá-la em um asilo pois lá que é o lugar de velha,vadia vagabunda como você.




Joana:Olha o respeito comigo garota,um telefonema meu e você volta pra cadeia.




Débora:Nossa.Mais como a senhora tá de mal humor hoje.




Joana:E para de me chamar de senhora,por que a única senhora está no céu,e eu não sou velha.




Débora:(risada) Não,não mesmo.Só os pés de galinha no rosto já define.




Joana:É o que?É inveja,é?cachorrinha de quinta,você sempre quis ser eu,né.Mais a sua vidinha de quinta,junto com a mãezinha e a irmãzinha não te levou a lugar algum,além de tudo que perdeu até o boy.




Joana:Não cruze meu caminho garota,por que você viu né,você junto com aquelas faveladas foram presas,e se eu quiser,eu te coloco novamente lá pelo resto da sua vida agora.




Débora:Vamos ver quem dá as cartas aqui agora velha!Eu vou acabar com você.




Débora sai séria e Joana começa a rir.




Parte 2




CENA 4-Casa de Leão.INT




Leão chega da agência Pornô,abre a porta de sua casa,acende a luz e vê Márcia no seu sofá.




Márcia:Boa noite cara de tatu.




Leão:O que é isso.O que cê ta fazendo aqui,eu vou chamar a policia agora.




Márcia:Chama,empregadinho de agência pornô de michuruca,pode chamar,mais todo mundo vai saber que o nosso querido Leãozinho é gay.(risada)




Leão:Como você descobriu isso?Não por favor eu não vou chamar, mais o que você quer é dinheiro?




Márcia:Quero dinheiro não,o focinho de boi,eu quero VIN-GAN-ÇA.




Márcia:E antes de tudo,a partir de agora é dona Márcia.Você vai faxinar a casa 4 vezes por semana,vai varrer a calçada todo dia de manhã,vai fazer caridades com os mais velhos no supermercado entendeu?ou quer que eu seja mais malvada?




Leão:Entendi dona Márcia.




Márcia:Ótimo,amanhã cedo passo aí para começarmos os trabalhos,boa noite Leãozinho.(ela sai rindo)




Leão fica com cara de revoltado e começa a quebrar tudo após a saída de Márcia.




CENA 5-Casa de Isabelle.INT




Débora entra no computador e pesquisa mais sobre a vida de Joana,e descobre uma coisa surpreendente sobre ela.

Logo em seguida Daniel bate na porta da casa dos dois.




Débora:Nossa.Se isso que eu descobri for verdade,a velha tá acabada.




*Toca a Campainha




Débora vai abrir a porta para Daniel.




Débora:Quem é?




Daniel:Sou eu.




Débora:Oi meu amor.(ela abraça ele sem querer)




Daniel fica constrangido




Débora:Desculpa.




Daniel:Então eu vim aqui pegar o resto das minhas coisas.




Débora:É dani,acho que te perdi de verdade viu.




Daniel:Eu não posso afirmar nada,ainda estou pensando,analisando cada coisa que você fez comigo,tenho que pensar,aí você vai ter a resposta oficial.




Débora:Eu espero o tempo que for meu amor,por que eu te amo.




Daniel:Posso entrar?




Débora:Claro.




Depois de alguns minutos Daniel sai e Débora continua sua pesquisa sobre Joana.




Débora:Ela tá acabada.




CENA 6-Agência Pornô.INT




Joana chega na agência e surpreendida por Débora vendo ela na sua cadeira.




Joana:O que significa isso,sai da minha cadeira,vaza daqui garota,não aguento te ver mais.




Débora:Joana,Joana...Mais respeito comigo,descobri vários pobres da sua vida,quem diria ein,o que eu descobri de você,o my god quem imaginava que você fosse chegar nesse lugar,desse jeito.(risada)




Joana:Não tô entendendo,tá maluca?Eu sempre fui assim meu amor,tá pirando?É inveja né?Só pode.Uma merdinha como você deve morrer de inveja de uma mulher que já nasceu em berço de ouro como eu né.




Débora:(risada) Como pode mentir tão assim meu Deus.




Joana:Eu não estou mentindo.




Débora:Tá sim.




Joana:Não estou.




Débora:(estressada) está sim Márcia Cristina.




Instrumental suspense




Joana:(espantada)Não,não é possível,como você descobriu isso garota?




Débora:Credo,que medo.Que cara de chucky,aliás,o chucky perde para uma aberração que nem você.(risada)




Débora:(risada) Márcia Cristina Prado dos Santos,eita nome de camelo.Sua mãe não tinha outro nome pra te dar não?(risada)Tinha que ser esse nome brega?Ninguém merece.Tipo aquelas camelô que vive em ninho de rato.




Joana:O que tu quer garota,fala aí.




Débora:Eu quero me vingar de você velha muchibenta,a partir de agora você vai ver o que significa a palavra vingança!




(Congela em Joana nervosa)




FIM DO CAPÍTULO

Nenhum comentário:

Postar um comentário