Temporada de Inverno ❄️⛄️

Sede de Vingança: Capítulo 4



Sede de Vingança

Capítulo 4


Parte 1


CENAS DO CAPÍTULO ANTERIOR...





Joana:A idiota achou que ia se safar (risada)




Max:Não,o melhor foi 4 anos de sentença dela. (risos)




Joana:Agora temos que ir bem devagar,tem a Clara e essa novata chata que eu não suporto.Você como delegado Nilsson tem que prendê-los sem ninguém desconfiar,quanto mais dinheiro ganhamos melhor.





Clara escuta toda a conversa atrás da porta e entra na sala enfrentando eles.




Clara:Monstros,tentem me prender como fizeram com a coitada da Márcia,quero ver!




FIQUE AGORA COM O CAPÍTULO DE HOJE




CENA 1-Agência.INT




Clara:Continuem falando seus idiotas,o gato comeu a língua de vocês?




Joana:(sussurrando) não acredito que essa idiota ouviu nossa conversa.




Joana despistar Clara,enquanto Nilsson coloca droga na bolsa de Clara e Leão quebra uma jarra na cabeça dela.





Leão:Toma! (quebrando jara na cabeça de Clara)




Clara:Ai (desmaiando)




Clara cai no chão,e Joana fala o que eles tem que fazer.




Joana:Agora você Leão vai chegar na policia e falar que ele e sua vizinha e que é traficante e estava bêbada no momento em que ele queria te assaltar.Nilsson é o policial mesmo então tá tudo certo.Uma pergunta Nilsson,terá julgamento pra ela.





Nilsson:Não,parece que ela não tem família então pedirei a pena será de 4 anos e ta tudo certo.




Joana dá muitas risadas




Joana:Meu dia não poderia ser mais perfeito! (risadas)




Leão pega Clara no colo,leva ela até o carro em direção a policial.



Joana volta a seu serviço e Max volta para a polícia para prender Clara.



Dua Lipa-New Rules





CENA 2-Casa de Beth.Noite.INT





Débora e Daniel vão jantar com Beth e sua filha.



Toca a campainha




Beth:Nossa (risos) que será?



Débora:Deixa que eu vou lá ver mãe.





Débora abre portão e é surpreendida com bandido que seu pai devia.





Bandido:A porra do dinheiro ja tá com você?




Débora:Você?




Bandido:Não a alma penada.





Débora:Tá,vou pegar,calma aí.





Débora entra pra pegar o dinheiro.





Débora:(sussurrando no ouvido de Beth) Mãe,é o homem que meu pai dá devendo,aquele marginal.





Beth:Dentro da bolsa minha filha,35 mil.





Débora entra no quarto de sua mãe e Daniel pergunta o que ta acontecendo.





Daniel:O que ta acontecendo sogrinha,algum problema?





Beth:Não Dani nenhum,é só um moço que eu devia um alface e algumas coisinhas,pra você ver a hora que vem querer dinheiro.(risos)





Daniel:Né,desse jeito. (risos)





Débora:Toma aqui seu nojento,que não volte aqui nunca mais ta escutando?





Bandido:Ótimo,pode ficar tranquila senhora nunca mais pisarei aqui,falo.





Débora fecha o portão e volta para mesa.





Débora:pronto estou de volta. (risos)





CENA 3-Delegacia.Noite.INT





Márcia é algemada.Ela chora e é consolada por sua mãe e suas filhas.





Márcia:(arrasada) Por que mãe,eu vou ficar agora longe de vocês 4 anos.





Isadora:Não mãe,pode ficar tranquila nós viremos te ver todos os dias,eu te amo e nada nesse mundo nos separará.





Isabella:Verdade mãe a gente tá com a senhora independente do que acontecer.





Márcia:Mais foi uma calúnia que aquela mulher falou sobre mim,eu nunca queria ter entrado nessa vida,além de você sofrer,você não pode receber o que deve.





Zaira:(triste)Minha filha a gente tá com você,vou cuidar bem delas,e todos os dias viremos te ver tá meu amor.





Policial:Vamos!





Policial leva Márcia e suas filhas e sua mãe bate a mão em sinal de tchau pra ela.





Parte 2





CENA 4-Agência.Noite.INT





Débora vai até a agência pedir suas contas.





Débora:Oi Joana,quero minha demissão.





Joana:Nossa mais já?Só ficou algumas semanas aqui.





Débora:Pois é mais só me arrisquei a isso por algumas dificuldades financeiras,mais agora passou e vim receber minhas contas.





Joana:Meu anjo,você tem um filme pendente e precisa gravá-lo.





Débora:Nossa,sério?Então é pra que dia?





Joana:Hoje mesmo você pode gravar,ganhar sua última parcela do dinheiro e ir embora.





Débora:Ótimo,então vou esperar e gravar.





CENA 5-Delegacia.Noite.INT





Leão chega com Clara na cadeia,ela começa acordar aos poucos.





Nilsson:Pode sentar ela aqui.





Clara:Ai minha cabeça,o que tá acontecendo?





Nilsson:Tá acontecendo dona Clara que a senhora tá presa.





Clara:Por que? (Ela olha pro rosto dele e fecha a cara)





Clara:Bandidos,vocês que deveriam estar presos.





Nilsson:Oh,olha o respeito comigo (risos) esqueceu que eu que sou o policial aqui,você é só uma drogada bêbada que vai ficar muitos anos na cadeia.





Clara:Você é um monstro,vocês não prestam,me arrependi de ter entrado naquela merda daquela sala,se não,não estaria aqui agora.





Nilsson:Pois é né foi entrar onde não é chamada,mesmo assim a gente ia acabar com você.





Clara:Meu Deus por que,um delegado.





Nilsson:Né,um delegado (risada)





Clara:Eu quero sair daqui por que eu sou inocente,vocês sabem disso.





Nilsson:Então,você vai ficar uma semana presa e depois será seu julgamento em liberdade ou não.





Nilsson:(fala baixinho) você já viu que somos mais fortes que você né.Então se você for liberta recomendo que suma das nossas vistas.





Clara:Pode deixar Nilsson.





Leão:Então posso ir?Já trouxe a traficante.





Nilsson:Claro!E muito obrigado senhor Leão,gente como ela merece apodrecer na cadeia.





Leão sai,e Nilsson leva Clara para a sela.





CENA 6-Agência.INT.Noite





Joana avisa Nilsson,Leão e Max do filme de Débora que será no mar.Débora e Murilo entram no carro para gravar o filme.





Joana:Tudo certo aí?





Débora:Sim.





Joana,Max,Débora,Murilo saem do carro para gravar o filme enquanto Leão e Nilsson ficam um pouco distantes para armar contra Débora.





Débora:Ah,preciso voltar ao carro esqueci uma coisa.





Joana:Então vai logo flor.





Joana:(falando no ouvido de Murilo) você já sabe o que tem que fazer né?





Murilo:Sei sim senhora e pode deixar comigo,essa ai vai se ferrar hoje.





Débora:Voltei.(risos)





Joana:(batendo palmas) Vamos gravar gente.





Max:Atenção 3,2,1 GRAVANDO!





Murilo:Nossa amor,que praia linda,pra gente fazer aquela surubinha.





Débora:Eu também garanhão!





Joana:Pega na barriga dele...isso,dá aquele beijo gostoso...nossa até arrepiei.





Joana:Agora pega a faca,e passa na barriga dele.





Débora:Faca?





Joana:Vai Débora,é só uma suposição...isso.





Murilo:Isso gostosa…





Murilo:Tô sentindo uma pontada no coração,ah,acho que estou morrendo,ai…(ele vira a cabeça)





Joana:Débora?Você matou ele,meu Deus,esqueci que ele tinha problema no coração.





Débora:Eu não matei.(ela tenta acordá-lo) ei,ei,acorda psiu por favor,acorda,eu não acredito.(chorando)





Débora:(desesperada) por que não me falou isso,sua idiota.





Nilsson chega prendendo Débora.





Nilsson:Débora você tá presa!





Débora:Não! (Ela grita desesperadamente)





(Congela em Débora desesperada)





FIM DO CAPÍTULO

Nenhum comentário:

Postar um comentário