Temporada de Inverno ❄️⛄️

Castelo de Areia - Capítulo 45 (Última Semana).


NO CAPÍTULO ANTERIOR:
Branca é condenada à 32 anos de prisão em regime fechado.
Estela, Augusto e Ramiro comemoram. Ramiro aproveita a comemoração e pede Estela em casamento, ela então aceita.
Carmela e Custódio fazem as pazes.
Laerte se desespera com a possibilidade de ser preso, Júlia então o convence a ajudar sua mãe a fugir da cadeia e juntos irem para o exterior.
FIQUE AGORA COMO O CAPÍTULO DE HOJE:


CENA 01 / PRESÍDIO FEMININO / SALA DE VISITAS / INTERIOR / DIA.
BRANCA - Laerte!
LAERTE - Eu sinto muito minha irmã!
BRANCA - Não sinta! Me tire daqui!
LAERTE - É isso mesmo o que eu vim lhe propor.
BRANCA - Pois então diga!
LAERTE - Eu lhe tiro daqui e, você e eu fugimos para o exterior.
BRANCA - Ótimo!
LAERTE - Qual a melhor maneira de te tirar daqui?
BRANCA - Eu conheço algumas presas que se você pagar bem elas topam armar uma rebelião, daí no meio do tumulto a gente toma o pátio e você me pega de helicóptero. O que acha?
LAERTE - Tá, é ótimo! Converse com elas e vê se elas aceitam. Mais cuidado para você não ser entregue por elas.
BRANCA - Pode deixar!
MAS TARDE.
CENA 02 / PRESÍDIO / CELA / INTERIOR / DIA.
Branca propõe à Zélia e Marilda que a ajudem provocando uma rebelião, ela diz que se fizerem isso elas serão bem recompensadas.
ZÉLIA - Tá, e quanto é que você está disposta a nos pagar?
BRANCA - Façam seu preço!
MARILDA - Pede cem mil!
ZÉLIA - Cento e cinquenta mil reais!
BRANCA - Tá ótimo!
ZÉLIA - Mas eu só faço as coisas se eu tiver uma garantia de que irão me pagar.
BRANCA - Você tem alguma conta?
ZÉLIA - Tenho sim madame.
BRANCA - Então me passa que eu mando meu irmão depositar o dinheiro ainda hoje.
Zélia passa a sua conta bancária.
BRANCA - Ele vai vir me visitar hoje, eu vou passar os números para ele. Tem uma coisa, vocês tem algum celular escondido aqui?
MARILDA - Tem sim, porque?
BRANCA - Quando a rebelião estiver acontecendo eu preciso ligar para ele vim me buscar.
MARILDA - Tá certo!
ZÉLIA - Fazer rebelião é muito arriscado, mais quando tem dinheiro no meio eu faço, é até bom eu dar um fora daqui, tô doida pra aprontar mais lá fora!
BRANCA - Ótimo!
ZÉLIA - Sabe madame? Foi até bom fazer negócio com você.
BRANCA - E quando vocês pretendem fazer a rebelião?
ZÉLIA - Se o seu irmão depositar o dinheiro, amanhã mesmo! Temos aproveitar que será sábado e que a segurança está em menor número!
ANOITECE.
CENA 03 / MANSÃO BITENCOURT / INTERIOR / SALA / NOITE.
Augusto e Ramiro chegam.
AUGUSTO - Minha filha, nós fomos ver uma igreja para realizar o seu casamento!
ESTELA - E conseguiram?
RAMIRO - Sim, mais a única data disponível era semana que vem!
ESTELA - Semana que vem? Mais é muito em cima da hora. Não dará tempo de fazer nada.
RAMIRO - Meu amor, é a única data disponível nos próximos 2 anos. Nós merecemos nos unir perante a deus, mesmo que seja de improviso.
ESTELA - Meu deus. Tá bom então, confirma! Mas agora eu vou ter que me virar com vestido e tudo…
AUGUSTO - Não se preocupa, a festa eu mando organizar rapidinho!
REGINA - E para o vestido tem aquela estilista sua amiga, a dona Bruna Vasconcelos.
ESTELA - Verdade! A Bruna da agência né. Chame ela imediatamente Regina!
AMANHECE.
CENA 04 / PRESÍDIO FEMININO / INTERIOR / SALA DE VISITAS / DIA.
BRANCA - Laerte, elas aceitaram!
LAERTE - Ótimo!
BRANCA - Elas me deram o número de uma conta bancária, se você depositar cento e cinquenta mil reais ainda hoje a rebelião acontece hoje mesmo.
LAERTE - Sim, eu deposito ainda hoje. Mais não é arriscado fazer a rebelião assim de última hora?
BRANCA - Não, hoje a segurança está mais fraca, é o dia ideal para cair fora daqui!
LAERTE - Mais eu não sei se vou conseguir contratar um helicóptero assim de última hora!
BRANCA - Não precisa. Quando nós estivermos na rua você me pega de carro!
LAERTE - Tá bem então!
BRANCA - Quando a rebelião começar eu te ligo, você fica aqui na rua de trás do presídio me aguardando. O que acha?
LAERTE - É, melhor assim!
MAS TARDE…
CENA 05 / PRESÍDIO / INTERIOR / CELA / DIA.
ZÉLIA - Acabei de consultar aqui pelo celular, o dinheiro caiu na conta. A madame cumpriu com a palavra!
BRANCA - Quando é que vamos fugir?
ZÉLIA - Daqui a pouco. Deixa só o sol se pôr. Essa é a última vez que vemos o sol quadrado mulherada!
Branca liga para Laerte.
BRANCA - Assim que a noite cair você vem pra cá!
LAERTE - Tá, tá!
CENA 06 / APARTAMENTO DE LAERTE / INTERIOR / SALA / DIA.
LAERTE - Já está escurecendo. Estou indo!
JÚLIA - Boa sorte!
ANOITECE.
CENA 07 / PRESÍDIO / INTERIOR / CORREDOR / NOITE.
As presas fazem muito barulho, um carcereiro vai ver.
CARCEREIRO - Que confusão é essa?
Ele chega perto da cela, as presas colocam os braços entre as grades e o seguram. Zélia aponta uma faca no pescoço dele e diz:
ZÉLIA - Abre essa cela! Abre, ou então eu te mato agora mesmo!
Ele com medo abre a cela. As presas saem para fora e abrem todas as outras celas, elas roubam as chaves do carcereiro e o trancam em uma cela. Elas abrem todas as portas do presídio e vão ateando fogo em seu colchões.
CENA 08 / PRESÍDIO / PÁTIO / EXTERIOR / NOITE.
Elas chegam ao pátio. Os políciais tentam contê-las, mais as fumaças dos colchões atrapalham o serviço. Elas pulam o muro, Branca consegue pular para a rua.
CENA 09 / RUA / EXTERIOR / NOITE.
Branca avista um carro e vai até ele. Laerte abre o vidro.
LAERTE - Entra! Entra!
Ela entra.
CENA 10 / APARTAMENTO DE LAERTE / INTERIOR / SALA / NOITE.
Laerte chega com Branca.
JÚLIA - Mãe!
CONTINUA...

Nenhum comentário:

Postar um comentário