Castelo de Areia - Capítulo 40 (Últimos Capítulos).


NO CAPÍTULO ANTERIOR:
Estela toma posse a frente da empresa da família.
Ao analisar alguns documentos, ela encontra fraudes feitas por sua irmã, ela pergunta se Laerte sabe, e ele acaba por confirmar.
Eles discutem e Laerte é repreendido por seu pai.
Contrariado, Laerte decide apoiar Branca.
FIQUE AGORA COM O CAPÍTULO DE HOJE:


CENA 01 / PRESÍDIO FEMININO / INTERIOR / SALA DE VISITAS / DIA.
LAERTE - Olá maninha!
BRANCA - O que você quer hein?
LAERTE - Te ajudar a sair daqui!
BRANCA - Oi?
LAERTE - Você tinha razão Branca, a Estela era a nossa maior inimiga.
BRANCA - O que foi que ela te fez hein?
LAERTE - Ela descobriu aquelas fraudes que eu você fazíamos para conseguir a liberação de áreas de proteção ambiental para explorarmos. Ela então veio com aquele discurso moralista dela e fez toda uma tempestade em copo d’água.
BRANCA - Mais você é muito burro hein, porque não destruiu as provas.
LAERTE - Ah, agora o vacilo já aconteceu. Mas o que mais me irritou foi o fato dela querer meter a polícia no meio, e ir lá fazer uma quizumba para o nosso pai. O velho me tirou da empresa. O que você dizia aconteceu, agora ela tá lá reinando sozinha na empresa.
BRANCA - Não disse? Aquela vagabunda é perigosa.
LAERTE - Pois é. Eu cansei de ser bonzinho, agora eu quero ver ela se ferrar.
BRANCA - Me tira daqui! Me tira daqui que eu te ajudo a ferrar com a vida dela de vez.
LAERTE - Mais é exatamente isso o que eu vim fazer aqui. Eu vou depor em seu favor.
BRANCA - Eu acho é muito improvável que eu saia daqui. Tá na cara que eu sou a culpada.
LAERTE - Mas eu posso bagunçar a cabeça do juiz. Na época do acidente dela o papai estava em coma, as únicas testemunhas eram eu, você e o tonto do Rodrigo.
BRANCA - É mesmo, quem sabe eu não me safe dessa.
LAERTE - Quando o juiz perguntar da gravação eu digo que não sei de nada, e que provavelmente é uma montagem.
BRANCA - Se vai dar certo eu não sei, mais quem sabe…
LAERTE - Eu vou indo, tenho que destruir aquelas provas.
BRANCA - Vá logo, antes que ela as tire da empresa.
LAERTE - Vai dar tudo certo!
CENA 02 / PILAR / INTERIOR / SALA DE LAERTE / DIA.
Laerte vasculha todos os documentos que podem incriminá-lo. A recepcionista aparece.
RECEPCIONISTA - Seu Laerte, por favor se retire. A dona Estela proibiu sua entrada aqui.
LAERTE - Sai daqui! Anda!
RECEPCIONISTA - Eu vou avisar ela!
LAERTE - Vai, vai. Vai pro diabo que te carregue.
A recepcionista sai correndo para ligar para Estela.
LAERTE - Eu vou é queimar isso tudo!
Ele risca um fósforo e coloca fogo em todos os papéis.
LAERTE - Pronto! (risos).
CENA 03 / MANSÃO BITENCOURT / INTERIOR / SALA / DIA.
Estela fica sabendo de tudo o que Laerte fez.
ESTELA - Pai, a recepcionista da empresa me ligou. Ela disse que o Laerte esteve lá e queimou alguns documentos da empresa.
AUGUSTO - Ele foi se livrar das provas que poderiam incriminá-lo.
ESTELA - Eu vou chamar a polícia.
AUGUSTO - Não vai adiantar! Sem as provas nós não podemos fazer nada.
ESTELA - Desgraçado!
Laerte chega à mansão.
AUGUSTO - Ah, apareceu desgraçado! Nós já sabemos do que você fez!
LAERTE - Foda-se!
ESTELA - Olha lá como fala! Você desvia dinheiro da empresa, queima documentos e ainda vem falar palavrão aqui dentro?
AUGUSTO - Você não pode mais ser preso, eu sei. Mas tem uma coisa que eu posso fazer, me livrar de ver essa sua cara aqui em minha casa. Vai embora daqui! Suma!
LAERTE - Quer saber? Eu vou! Eu vou mesmo. Mais ficam sabendo que agora eu estou do lado da Branca, eu vou testemunhar a favor dela no julgamento, e no que depender de mim ela sairá de lá.
ESTELA - Eu não posso te impedir de nada, o que eu posso fazer se você não tem moral?
LAERTE - Eu não tô com saco pra discutir moral e ética com você tá?
AUGUSTO - Faça suas malas logo!
CENA 04 / MANSÃO BITENCOURT / INTERIOR / QUARTO DE LAERTE / DIA.
Laerte retira todo o dinheiro de seu cofre e faz ás malas.
LAERTE - Com isso eu posso viver muito bem por anos.
Júlia entra no quarto.
JÚLIA - Me leva com você? Eu não aguento mais essa casa.
LAERTE - Seu avô não vai permitir.
JÚLIA - Eu sou maior de idade tiu. Eu não vou ficar nesta casa sob o mesmo teto de mentirosos.
LAERTE - Está bem. Vem comigo!
JÚLIA - Me espera, eu vou fazer minhas malas.
ANOITECE.
CENA 05 / MANSÃO BITENCOURT / INTERIOR / SALA / NOITE.
Laerte e Júlia descem com as malas.
AUGUSTO - Onde você pensa que vai Júlia?
JÚLIA - Vou embora daqui! Eu vou ir junto com meu tio.
CONTINUA... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário