Temporada de Inverno ❄️⛄️

Castelo de Areia - Capítulo 25 - Especial.


NO CAPÍTULO ANTERIOR:
Rodrigo conta a Branca que Estela se lembrou de que era noiva dele. Branca reage naturalmente e diz que entende que uma hora aquilo iria acontecer.
Mas longe de Rodrigo Branca se enche de ódio. Ela liga para Alexandre e diz que em breve chegará a hora de matarem Estela.
Estela faz uma regressão com Carolina e sua memória volta.
FIQUE AGORA COM O CAPÍTULO DE HOJE:


CENA 01 / MANSÃO BITENCOURT / INTERIOR / QUARTO DE ESTELA / DIA.
CAROLINA - O que você está vendo?
MARIA/ESTELA - Eu doutora. Eu, Estela Bitencourt! Eu recuperei minha memória!
CAROLINA - Pode se levantar!
Ela abre os olhos e se põe de pé.
ESTELA - Eu recuperei minha memória. Agora eu sei, tudo veio a minha cabeça como um flash.
CAROLINA - Você se recordou de tudo? Tudo, tudo mesmo?
ESTELA - Sim doutora.
CAROLINA - Que ótimo minha cara. Todos sabiam o quanto você queria isso.
ESTELA - Agora eu quero ver o meu pai.
CAROLINA - Vá, pode ir!
CENA 02 / MANSÃO BITENCOURT / INTERIOR / SALA / DIA.
Estela vai ao encontro de seu pai.
ESTELA - Pai!
AUGUSTO - Filha. Aconteceu algo!
CAROLINA - Ela se lembrou doutor. Sua filha recuperou a memória!
AUGUSTO - Meu deus. Obrigado senhor! Me dá um abraço minha filha!
Eles se abraçam.
AUGUSTO - Eu vou mandar os seus irmão voltarem pra casa.
ESTELA - Manda! Eu quero reencontrá-los como a Estela. A Estela que lembra e sabe quem eles são.
Ela olha para Ramiro que está triste no canto da sala. Ela então vai até lá.
ESTELA - Meu amor, não fica triste. Eu não vou te esquecer! Eu me reencontrei, agora eu vivo sobre a percepção e sobre o modo de vida da Estela, que é quem eu realmente sou. Mas eu nunca vou esquecer da Maria e de tudo o que ela viveu. Eu te amava como Maria, agora eu te amarei como Estela. Você aceita o amor da Estela Bitencourt?
RAMIRO - É claro meu amor! Me desculpe. É que você sabe que eu tenho medo de te perder.
ESTELA - As lembranças que eu tenho da nossa vida e do nosso amor continua aqui. Intactas. Pode confiar.
Eles olham um no olho do outro, é como se um simples olhar dissesse tudo. Eles então se beijam.
HELENA - Filha, eu estou feliz por você. Eu sei da tua angústia para saber que era. Eu vivi ela junto com você. Agora que você encontrou o que queria eu me sinto feliz por você.
ESTELA - Obrigada minha sogra! Obrigada!
REGINA - Que bom te rever como a menina que eu vi crescer e correr por essa casa.
ESTELA - Obrigada Regina, você sempre cuidou de mim, como uma verdadeira mãe!
AUGUSTO - Já sei! Eu vou chamar a família toda para um jantar aqui essa noite? O que acham?
ESTELA - Uma ótima idéia papai.
CENA 03 / PILAR / INTERIOR / SALA DE BRANCA / DIA.
LAERTE - Papai ligou. A Estela recuperou a memória.
Close no rosto de Branca em choque.
BRANCA - Mas já?
LAERTE - Até que demorou. Porque essa cara Branca? Até parece que não gostou.
BRANCA - É que eu estou impressionada. Não estava esperando por isso.
LAERTE - Papai chamou a família toda para ir lá em casa essa noite. Vamos ter um jantar para a Estela.
BRANCA - Tá bom. Não vejo a hora de rever a Estela com ela realmente é.
LAERTE - Então tá. Recado dado.
Ele sai.
BRANCA - Droga, droga, droga. Logo hoje que eu iria executar meu plano. Pelo visto vou ter que adiar. Mais não vai demorar muito não…
Ela liga para Alexandre.
BRANCA - Abortar missão!
ALEXANDRE - O que foi agora?
BRANCA - Minha querida irmãzinha se recordou de tudo. A família toda tá em festa. Vai ter um jantar lá em cada hoje. Ou seja, não vou conseguir arrastar ela para nossa armadilha.
ALEXANDRE - E agora? Como é que fica?
BRANCA - Calma. Eu não consigo arrastar ela hoje, mas amanhã eu consigo (risos). Prepare tudo, o plano segue!
ALEXANDRE - Tá ok!
Desliga.
ANOITECE.
CENA 04 / MANSÃO BITENCOURT / INTERIOR / SALA / NOITE.
Uma festa é realizada para Estela. Todos da família se fazem presente.
CARMELA - Minha sobrinha querida. Nós estamos felizes por você ter se lembrado de tudo.
CUSTÓDIO - Se recorda de nós?
ESTELA - É claro tio. Minha memória voltou com tudo (risos).
FLÁVIA - Que bom prima!
Branca vai falar com Estela.
BRANCA - Que saudade meu amor! Não sabe como eu sentia falta de conversar com a verdadeira Estela, aquela com a qual eu vivi muitos momentos bons juntas.
CONTINUA…

Nenhum comentário:

Postar um comentário